Leis das reações químicas

  1. Leis ponderais das reações químicas
  2. Teoria atômica de Dalton
  3. Lei volumétrica das reações químicas - Gay-Lussac (1808)
  4. Hipótese de Avogadro

Leis ponderais das reações químicas

A + B ® C + D
mA mB mC mD 1a experiência
m'A m'B m'C m'D 2a experiência

Lei de Lavoisier
mA + mB = mC + mD
m'A + m'B = m'C + m'D
Lei de Proust
mA
——
m'A
= mB
——
m'B
= mC
——
m'C
= mD
——
m'D
Lei de Dalton ou lei das proporções múltiplas
A + B ® composto X
m m1

A + B ® composto Y
m m2

A + B ® composto Z
m m3
m1
——
a
= m2
——
b
= m3
——
c

a, b e c são números pequenos
a : b : c

(relação simples)

Teoria atômica de Dalton

Teoria atômica de Dalton (1808) - Um modelo para explicar as leis ponderais. Primeiro modelo atômico com base em resultados experimentais.

Lei volumétrica das reações químicas - Gay-Lussac (1808)

A(g) + B(g) ® C(g) + D(g) (mesma pressão e temperatura)
VA VB VC VD

VA
——
a
= VB
——
b
= VC
——
c
= VD
——
d
a, b, c, d ® números inteiros e pequenos
a : b : c : d
(relação fixa e simples)

Hipótese de Avogadro

Hipótese de Avogadro (1811):

Volumes iguais de gases quaisquer à mesma pressão e temperatura contêm o mesmo número de moléculas.

A hipótese de Avogadro introduziu o conceito de molécula em química.

Cannizzaro utilizou o modelo da hipótese de Avogadro para explicar as leis volumétricas de Gay-Lussac.

Conseqüências da hipótese de Avogadro - A proporção volumétrica numa reação é dada pelos coeficientes das substâncias na equação da reação, quando essas substâncias estiverem no estado gasoso, à mesma pressão e temperatura:

aA(g) + bB(g) ® cC(g) + dD(g) (mesma pressão e temperatura)