Propriedades coligativas das soluções

  1. Pressão de vapor
  2. Tonoscopia
  3. Crioscopia
  4. Ebulioscopia
  5. Osmose

Pressão de vapor

Pressão de vapor de um líquido A a uma dada temperatura é a pressão do vapor de A no equilíbrio líquido (A) « vapor (A), nessa temperatura.

A pressão de vapor aumenta com a temperatura.

Vaporizando um líquido no interior de uma câmara barométrica do tipo Torricelli, até ser atingido o equilíbrio líquido « vapor , o abaixamento da coluna de mercúrio mede a pressão de vapor à temperatura da experiência.

Quanto maior é a pressão de vapor a uma mesma temperatura, mais volátil é o líquido.

Pressão de vapor e mudança de estado

Ponto triplo

Ponto triplo de uma substância é um estado no qual se estabelece o equilíbrio sólido « líquido « vapor . Somente a uma determinada temperatura e pressão, que varia de uma substância para outra, estabelece-se esse equilíbrio triplo.

No caso da água, esse equilíbrio estabelece-se a, e somente a, 0,01°C e 4,58 mmHg.

Não existe líquido a uma pressão inferior à do respectivo ponto triplo. Assim, não existe água líquida a uma pressão menor que 4,58 mmHg.

A uma pressão inferior à do ponto triplo, ocorre somente o equilíbrio sólido « vapor (sublimação).

Substância que sublima à pressão ambiente tem a pressão do ponto triplo acima da pressão ambiente (1 atm ao nível do mar). Exemplo: gelo seco ou CO2 (s).

Tonoscopia

Dp = p2 - p

Medida Símbolo
pressão de vapor da solução p
pressão de vapor do solvente p2
fração molar do soluto X1
fração molar do solvente X2
constante tonoscópica molal Kt
massa molar do solvente M2
molalidade da solução W
concentração da solução em mol/L [soluto]
grau de dissociação iônica a
número de íons/molécula q
fator de van't Hoff i

p = p2 · X2
Dp
——
p2
= X1 · i
Dp
——
p2
@ Kt · W · i

somente para solução aquosa:
Dp
——
p2
@ Kt · [soluto] · i
Kt = 10-3 M2

Crioscopia

Dtc = Tc2 - Tc

Medida Símbolo
temperatura de congelação da solução Tc
temperatura de congelação do solvente Tc2
constante crioscópica Kc
calor de fusão do solvente (cal/kg) Lc

Dtc = Kc · W · i
Kc = R* · (Tc2)2
————
Lc
(Tc2 em kelvin)

Ebulioscopia

Dte = Te2 - Te

Medida Símbolo
temperatura de ebulição da solução Te
temperatura de ebulição do solvente Te2
constante ebulioscópica molal Ke
calor de vaporização do solvente (cal/kg) Le

Dte = Ke · W · i
Ke = R* · (Te2)2
————
Le
(Te2 em kelvin)

solução aquosa diluída
Þ W @ [soluto]

Em todas as expressões onde aparece i (fator de van't Hoff):

solução molecular
Þ i = 1

solução iônica
Þ i = a (q - 1) + 1

Osmose

Medida Símbolo
pressão osmótica p
temperatura da solução T

p = [soluto] · R · T · i

Constante universal do gás ideal